Catrinas: Seremos Todos Iguais Quando Morrermos

Filipe_Lopes in Brasil

Conheço muita gente que nem tatuagem tem mas conhece a Catrina.

É por isso que vamos ver um pouco mais deste ser da cultura Mexicana que é muito celebrada no "Dia de Los Muertos", equivalente ao nosso dia de Finados aqui no Brasil. A Catrina é uma personificação com muito bom humor da nossa morte, e é com certeza o personagem mais popular da cultura mexicana dos mortos. Ela sempre era representada por uma mulher com um chapéu, para demonstrar que era da alta sociedade, e para mostrar também que não importam nossos bens materiais, na hora da morte todos nós somos iguais.

Catrina de 2face Tattoo
Catrina de 2face Tattoo

Apesar de ser uma personagem do folclore mexicano, a sua origem é da Colômbia. seu nome nos primórdios das festas colombianas era La Calavera de La Catrina, que é uma gravura de José Guadalupe Posada.

Uma das primeiras representações de Catrina que se tem registro
Uma das primeiras representações de Catrina que se tem registro

Há algumas vertentes já mais novas de representações diferentes de La Catrina, alguns dizem que se ela for feita sem os olhos significa que ela é um espírito malígno atrás de almas para satisfazer sua fome. Reproduções artísticas e de crenças à parte, o fato é que este personagem magnífico pode ser traduzido para as tatuagens de várias formas, seja numa Catrina convencional, ou como fotos de pessoas transformadas em Catrina. Vamos ver algumas tatuagens inspiradas no nosso personagem da vez.

Catrina em preto e cinza feita pelo brasileiro Felipe Eric Lourenço, de São Paulo
Catrina em preto e cinza feita pelo brasileiro Felipe Eric Lourenço, de São Paulo

Recent from Brasil

Detalhes de uma Catrina feita por Felipe Eric Lourenço
Detalhes de uma Catrina feita por Felipe Eric Lourenço
Zoom em uma das Catrinas tatuadas pelo excelente Felipe Eric Lourenço
Zoom em uma das Catrinas tatuadas pelo excelente Felipe Eric Lourenço
Exemplo da versatilidade das Catrinas, qualquer semelhança não é mera coincidência, Hayley Williams vocalista do Paramore e um microfone, eternizada pelo Felipe Eric Lourenço do estúdio Tattoo You, em São Paulo
Exemplo da versatilidade das Catrinas, qualquer semelhança não é mera coincidência, Hayley Williams vocalista do Paramore e um microfone, eternizada pelo Felipe Eric Lourenço do estúdio Tattoo You, em São Paulo
Catrina com alguns detalhes coloridos pelo brasileiro Led Coult
Catrina com alguns detalhes coloridos pelo brasileiro Led Coult

Catrina New School pelo brasileiro Turco Tattooist que tem estúdio em Berlim
Catrina New School pelo brasileiro Turco Tattooist que tem estúdio em Berlim
Catrina ultra colorida de Dave Segura
Catrina ultra colorida de Dave Segura
Catrina de King Tattoo
Catrina de King Tattoo
La catrina linda
La catrina linda
Essa ta demais
Essa ta demais
Gabor "Jelo"
Gabor "Jelo"
Incrível tatuagem de Gabor "Jelo"
Incrível tatuagem de Gabor "Jelo"
Catrina no pé feita por "Jelo"
Catrina no pé feita por "Jelo"
E por ultimo, Catrina feita por Noire Ink
E por ultimo, Catrina feita por Noire Ink

Filipe_Lopes

@Filipe Lopes

Representante América Latina, Editor/Produtor Tattoodo. Sócio-Proprietário do Zero21 Tattoo Studio, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro. Amor incondicional à tatuagem, modificação corporal e artes visuais! A tinta na minha pele é tão vital quanto o sangue que corre nas minhas veias!

Follow

More from Author

We Recommend

Recent Staff Picks