CookiesThis site uses cookies to offer you a better browsing experience. Read our privacy policy to learn more
Artistas Brasileiras Na Indústria Da Tatuagem: Bruna Guzzo

Artistas Brasileiras Na Indústria Da Tatuagem: Bruna Guzzo

Brasil3 min Read

Bruna Guzzo é uma tatuadora especializada em Fineline, e agora vocês vão conhecer um pouco mais do trabalho incrível que ela executa, e como ela vê o cenário feminino na tatuagem nacional!

Nessa série de matérias nós falamos com diversas tatuadoras nacionais, e numa conversa franca e sem censuras, as perguntas foram se formando pelos próprios relatos delas, e como resultado, temos diferentes visões sobre a mulher na indústria da tatuagem. Questões como assédio, preconceito, dificuldades de se destacar e até a maternidade foram iluminados. Bora ver como as nossas meninas estão se enxergando nesse universo tatuado plural que nós temos! Vamos começar com a Bruna Guzzo, tatuadora e empreendedora do Rio De Janeiro!

Bruna Guzzo - brunaguzzo_tattoo
Rio De Janeiro

Como você define o seu processo de criação, trabalho e estilo?

‘’Me defino como tatuadora de fineline, gosto muito desse estilo pela versatilidade que ele me trás em abranger uma gama muito grande de temas e possibilidades diferentes de locais do corpo para tatuar o mesmo desenho... 
Sobre o processo de criação, hoje em dia eu prefiro marcar a tatuagem e desenhar junto com o cliente no dia que ele vai tatuar, isso me possibilita ir mudando os detalhes até ficar da forma que mais lhe agrada…’’

Você acha que ainda existem pessoas que confiam mais no trabalho de um tatuador, do que o de uma tatuadora?

‘’Sim, e acho natural, é uma escolha pessoal de cada um, elas devem escolher primeiramente pelo trabalho do artista e segundo pela personalidade e estilo que mais se identificam, independe de ser homem ou mulher... mas é incontestável que a mulher vem tomando uma posição muito favorável no mundo da tatuagem ao longo dos anos, graças as outras mulheres que nos apoiam, eu percebo que hoje em dia a maioria das mulheres já preferem fazer sua tatuagem com uma tatuadora pela questão da segurança e paciência.’’

Já encontrou alguma dificuldade em conseguir local de trabalho ou preconceito em ambientes predominantemente masculinos?

‘’Olha, eu não tenho muita experiência quanto a isso, pois sempre tive meu próprio estúdio é só trabalhei em um que não fosse o meu, lá eu fui muito bem recebida por todos, mas tenho consciência de que sou privilegiada quanto a isso, pois cheguei nesse meio numa época em que já estava se desconstruindo essa parada de que só existiam homens nesse meio...‘’

O que você acha das “categorias femininas” em convenção? E também daquele velho pensamento que tatuagem de mulher tem que ser delicada?

‘’Acho que nem deveria existir convenção de tatuagem da forma que é feita, como competição... deveria ser apenas um local para reunir pessoas com a profissão em comum, trocar experiências e estudar sobre o assunto... 
Esses velhos pensamentos vem sendo massacrados pelo feminismo, a tatuagem da mulher tem que ser como ela quiser…’’

Já se sentiu ameaçada tatuando algum homem? Já sofreu algum tipo de assédio?

‘’Sim, várias vezes, posso citar dois exemplos marcantes pra mim... um deles foi quando eu estava tatuando um cliente e ele começou a fazer várias perguntas, o papo foi ficando meio estranho, as perguntas indecentes e eu fui ficando claramente desconfortável com a situação... o meu marido estava perto, mexendo no computador, e eu já não sabia mais como sair daquela situação, até que ele perguntou quem havia me ensinado a tatuar e eu apontei pro meu marido e falei, foi meu esposo, aquele que tá sentado ali... a partir daí ele se calou e eu consegui terminar a tatuagem em paz... 
um segundo caso foi um dia que eu tive que ir trabalhar sozinha e quando o cara chegou me senti com tanto medo que tive que ligar pro meu marido que estava passando mal ir pro estúdio pra ficar comigo…’’

Como é ser mãe e artista independente?

‘’Aaaah, uma loucura, acúmulo de funções sempre... mas a gente dá conta, a chegada do meu filho me fez mais forte pra enfrentar com garra toda a correria diária, sem sombra de dúvidas ele foi a maior motivação que a vida me deu pra alcançar os meus objetivos.''

Quer saber os significados da Hamsá, ou Mão de Fátima? Clica aqui pra ir direto pra nossa matéria explicando!

Pra agendar a sua tatuagem com a Bruna, é só clicar aqui no perfil do estúdio dela e mandar uma mensagem!


Filipe Lopes
Written byFilipe Lopes

Editor/Produtor Tattoodo. #TATTOODO #TattoodoBR #TeamTT

Find tattoo artists and tattoo shops in top cities

Related