CookiesThis site uses cookies to offer you a better browsing experience. Read our privacy policy to learn more
Artistas Brasileiras Na Indústria Da Tatuagem: Ela Fialho

Artistas Brasileiras Na Indústria Da Tatuagem: Ela Fialho

Brasil3 min Read

Daniela Fialho contou pra gente como ela se sente como artista e mulher no meio da tatuagem! Tem muita tatuagem sensacional feita por ela aqui também!

Hoje nós vamos conhecer um pouco mais da tatuadora Daniela Fialho, mais conhecida por esse mundo delicioso da tatuagem como Ela Fialho! Ela, já foi destaque aqui no maior do mundo algum tempo atrás, pra ver a matéria é só esperar essa chegar até o final e clicar no link que vamos colocar. Vai ser legal pra vocês verem como ela evoluiu!

Ela Fialho - elafialho.tattoo
São Paulo
Como você define o seu processo de criação, trabalho e estilo?

‘’Eu acho que eu não defino pois eu nunca encontrei um nome preciso pro que eu faço. Tem um pouco de cada coisa! Tem um pouco de aquarela, tem um pouco de realismo, um pouco de geométrico, e eu gosto muito também de botânica! E com alguns elementos de cada estilo que eu gosto, eu vou elaborando uma coisa minha! No final eu curto fazer algo que eu mesma criei, que eu mesmo trouxe pro mundo!’’

‘’Se for um trabalho encomendado por um cliente, o processo é um pouco diferente. Eu levo muito em consideração aquilo que ele quer! Mas colocando muito da minha experiência com arte e o raciocínio anatômico. Mesmo que ele me traga referências de outros artistas, eu sempre explico que não copio nada! Essa é a minha regra de ouro!’’

‘’Eu quase sempre trabalho com arte digital, eu sinto que o iPad me dá muito mais liberdade pra experimentar elementos e técnicas diferentes, e também pra fazer modificações no meio desse processo de criação. No digital a minha imaginação pode ir bem mais longe sem o medo de errar e não poder voltar atrás, como no papel por exemplo, que se você errar você quase sempre tem que começar do zero!!’’

Você acha que ainda existem pessoas que confiam mais no trabalho de um tatuador, do que o de uma tatuadora?

‘’Sim! Especialmente os clientes de porta em que eles batem e eu vou abrir, e sempre me perguntam onde é que está o tatuador. E eu tenho que explicar que eu sou uma das tatuadoras do estúdio também! E as pessoas olham meio incrédulas. Não sei se é pelo fato de eu ser muito nova, ou por ser mulher, ou uma soma das duas coisas. Eu considero meus trabalhos delicados, e ouço dos clientes dizendo que traços mais finos e coisas assim, as mulheres executam melhor. E eu penso que claro que não! Um homem também conseguiria fazer algo bem delicado, assim como uma mulher consegue fazer algo mais denso e pesado também! Não é nosso gênero que vai categorizar o tipo de trabalho que a gente consegue fazer!’’

Já encontrou alguma dificuldade em conseguir local de trabalho ou preconceito em ambientes predominantemente masculinos?

‘’Nunca aconteceu, mas já sofri machismo dentro de estúdio. Eu já escutei logo no primeiro estúdio que eu ia trabalhar, que era bom ter uma mulher bonita dentro do estúdio! Fui muito criticada quando cortei o cabelo curto, sempre era designada pra limpar o estúdio, fazer café, essas coisas nunca eram solicitadas pros tatuadores homens fazer. Então eu sofri machismo no início, mas agora estou num lugar extremamente privilegiado, um lugar maravilhoso de se trabalhar! Sou tratada com toda igualdade junto com meus colegas homens!’’

O que você acha das “categorias femininas” em convenção? E também daquele velho pensamento que tatuagem de mulher tem que ser delicada?

‘’Em relação às categorias femininas, eu acredito que é uma faca de dois gumes. Eu entendo a intenção de dar visibilidade, se for essa a intenção mesmo! De querer dar destaque! Mas eu sinto que assim cria segregação, como se deixassem implícito que não conseguimos competir em pé de igualdade com homens, o que definitivamente não é real! Se tiver que bater o martelo e dizer o que acho, eu afirmo que não concordo com isso. Mesma coisa sobre mulher ter que fazer tatuagem delicada, não tem absolutamente nenhuma relação com o tipo de tatuagem que a gente consegue fazer. Isso é bobeira!’’

Já se sentiu ameaçada tatuando algum homem? Já sofreu algum tipo de assédio?

‘’Não, nunca me senti ameaçada tatuando homem não. O que já aconteceu de desagradável foi o cliente começar a flertar comigo antes, durante, e/ou depois da tattoo. Tento falar de trabalho e o potencial cliente usa da tatuagem como subterfúgio para puxar assunto, me enrolando. Ou deixa a situação constrangedora durante a tatuagem, e não posso simplesmente expulsar o cliente, ou ir embora, porque afinal, estou no meio de uma tattoo. Isso é bem chato!’’

Ela Fialho faz tatuagens coloridas e vibrantes, cheias de sentimentos! Tanto dela quanto dos seus clientes! Vale muito a pena dar uma conferida no trampo dela inteiro, e claro, chamar ela aqui pra fazer seu orçamento e agendar a sua tatuagem com ela!

Pra ver a matéria que fizemos com a Ela tempos atrás, é só clicar aqui!


Filipe Lopes
Written byFilipe Lopes

Editor/Produtor Tattoodo. #TATTOODO #TattoodoBR #TeamTT

Find tattoo artists and tattoo shops in top cities

Related